Campus — 12 julho 2016

Em homenagem ao Dia Mundial do Rock – 13 de julho – o Cine & Vídeo Tarumã, da UFAM, programou as sessões da próxima semana com filmes voltados para produções que retratam a vida e trajetória de grandes astros do rock brasileiro e mundial, que são ainda hoje de grande relevância para o cenário da música atual. Ainda que este “dia mundial do rock” aconteça apenas no Brasil (essa data é comemorada diferentemente em outros países), a homenagem ocorre porque, em 13 de julho de 1985, aconteceu o mega evento de rock e música pop “Live Aid”, com o objetivo de arrecadar fundos para pessoas que estavam passando fome na Etiópia. O evento foi transmitido para mais de 100 países e contou com a presença de Elvis Costello, Sade Adu, Sting, Phil Collins, Bryan Ferry, David Gilmour, U2, Dire Strait, Queen, David Bowie, Santana, Madonna, Eric Clapton, The Who, Elton Jones e Paul McCartney, entre outros. Os filmes selecionados são: Raul – O Início, o Fim e o Meio; Control – A História de Ian Curtis; e Ainda Muito Loucos.

Na segunda-feira, será exibido o documentário brasileiro, Raul – O Início, o Fim e o Meio, dirigido por Walter Carvalho. A produção conta a trajetória do conhecido cantor e compositor Raul Seixas, polêmico ícone e criador da “sociedade alternativa” ao lado do parceiro inseparável, hoje escritor, Paulo Coelho. Um raio-x do astro do rock brasileiro através de documentos, depoimentos de familiares, ex-esposas, filhas, amigos, músicos e compositores. O filme foi vencedor de dois prêmios no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro/13 (Melhor Documentário e Montagem) e também Melhor Documentário Brasileiro no Festival de São Paulo/12.

Com a intenção de apresentar o surgimento de uma nova face do rock, o filme de quarta-feira, dia 13, é Control – A História de Ian Curtis, que dramatiza a trajetória do vocalista da lendária banda Joy Division. O filme dirigido pelo não menos controvertido holandês Anton Corbijn em 2007 mostra os últimos anos da vida de Ian Curtis (Sam Riley), vocalista da banda inglesa Joy Division, que teve uma trajetória curta e intensa, ficou famoso por seu talento de letrista e por suas performances épicas à frente da banda. Sofrendo com os ataques de epilepsia, sem saber como lidar com o seu talento e dividido entre o amor por sua mulher e filha e um caso extraconjugal, ele se enforcou em 18 de maio de 1980, aos 23 anos. O filme ganhou o prêmio de Melhor Roteiro no BAFTA Awards/09, mais quatro prêmios no Festival de Cannes/07, Melhor Diretor, Ator e Roteiro no Festival de Chicago/07 e Melhor Filme no Festival de Melbourne/07, de Estocolmo/07 e de Reykjavik/07.

Na sexta-feira, dia 15, o filme Ainda Muito Loucos dirigido pelo inglês Brian Gibson fecha a programação da semana. A trama do filme gira em torno de 1977, quando a banda de rock Strange Fruit brilhava nos palcos e festivais. Pouco tempo depois, o grupo se desfaz no meio de brigas e confusões. Vinte anos se passam e o tecladista Tony Costello (Stephen Rea), totalmente falido, procura a antiga empresária com uma ideia maluca: reunir a banda composta ainda por Ray (Bill Nighy), Hughie (Billy Connoly), David (Timothy Spall), Luke (Hans Matheson) e Les (Jimmy Nail) para se apresentar no lendário Festival de Wisbech. O filme foi indicado ao Globo de Ouro/99 nas categorias Melhor Comédia e Canção Original, além de ganhar o prêmio de Melhor Direção Artística e Bill Nighy ganhar o Prêmio Peter Sellers de Comédia no Evening Standard British Film Awards/99.

 

O projeto Cine & Vídeo Tarumã é uma atividade de extensão do Departamento de Comunicação Social da UFAM, com as sessões acontecendo sempre às 12:30h, no Auditório Rio Negro, do Instituto de Ciências Humanas e Letras, localizado no setor Norte do Campus Universitário. As sessões são gratuitas e recebem apoio cultural da locadora de filmes Take Vídeo Locadora.

Compartilhar

Sobre o Autor

Intermais

(0) Comentários dos Leitores

Comments are closed.